PERGUNTAS FREQUENTES

Às vezes as pessoas ficam com muita vergonha, estão ocupadas demais ou apenas não sabem as perguntas certas. Mas as perguntas nesta página abordam inúmeros aspectos do que você precisa saber.

Contraceptivos de Emergência

Quanto tempo depois de fazer sexo sem proteção eu posso tomar a pílula de emergência?

A pílula de emergência, também chamada de pílula do dia seguinte, deve ser tomada no prazo de 120 horas (5 dias) após a prática de sexo não seguro. Quanto mais cedo for tomada, mais eficaz é. O maior índice de eficácia é observado, quando tomada no prazo de 12 horas após a relação sexual sem proteção.

É seguro usar a pílula do dia seguinte mais de uma vez por mês?

A administração repetida no intervalo de um ciclo menstrual não é aconselhável devido à possibilidade de causar perturbações do mesmo. A pílula de emergência não deve ser considerada uma forma regular de contracepção, não sendo tão eficaz como outros contraceptivos hormonais especificamente desenvolvidos para uso contínuo - o seu objetivo é apenas servir de apoio.

Será que a pílula do dia seguinte causa aborto?

Não, essa pílula contém uma combinação de estrógeno e progesterona ou apenas progesterona, e funciona retardando ou inibindo a ovulação. Não é um método abortivo.

Eu posso usar a pílula de emergência com qualquer outra forma de contracepção, por ex. se eu tiver esquecido de tomar a minha pílula anticoncepcional?

Sim, você pode usar a pílula de emergência se algo deu errado com a sua forma habitual de contracepção, por exemplo, esquecer de tomar a pílula anticoncepcional ou a camisinha estourar.

A contracepção de emergência atrapalha o desenvolvimento de uma gravidez existente?

Não. A pílula de emergência não funciona se a mulher já estiver grávida. Quando tomada antes de a mulher ovular, a pílula de emergência impede a liberação do óvulo do ovário ou atrasa a sua liberação por 5 a 7 dias, quando todo espermatozoide presente no aparelho reprodutor da mulher já terá morrido, pois só conseguem sobreviver por cerca de 5 dias.

A contracepção de emergência causa malformações congênitas? São causados danos ao feto se a mulher tomar acidentalmente pílula de emergência enquanto estiver grávida?

Está devidamente comprovado que o uso de pílulas de emergência não causa malformações congênitas nem danos ao feto, se a mulher já estiver grávida ao tomar tais pílulas ou se elas falharem para evitar a gravidez.

Quanto tempo leva para os contraceptivos de emergência protegerem a mulher contra gravidez?

As mulheres que tomam pílulas de emergência devem entender que podem vir a engravidar na próxima vez que fizerem sexo, a menos que comecem imediatamente a usar outro método de contracepção. Como as pílulas de emergência retardam a ovulação em algumas mulheres, elas podem estar no período mais fértil depois de tomá-las. Se quiserem proteção contínua contra gravidez, é necessário começar imediatamente a utilizar outro método contraceptivo.

As mulheres deveriam utilizar a contracepção de emergência como método anticoncepcional de uso regular?

Não. Quase todos os outros métodos contraceptivos são mais eficazes na prevenção da gravidez. Mulheres que fazem uso regular de pílulas de emergência para contracepção são mais suscetíveis a ter gravidez não planejada do que outras que costumam utilizar outro anticoncepcional. Mesmo assim, mulheres que usam outros métodos de contracepção devem conhecer as pílulas de emergência e como obtê-las, se necessário - por exemplo, se a camisinha rasgar ou se a mulher esquecer de tomar alguns comprimidos de seu anticoncepcional.

ENCONTRE
SUPORTE
LOCAL

QUAIS OS MÉTODOS
CONTRACEPTIVOS QUE PODEM
SE ADAPTAR MELHOR
AO MEU PERFIL?